Musicoterapia em Oncologia

A musicoterapia faz parte do grupo das terapias expressivas.
Baseia-se na hipótese da existência de representações internas de sons (sentidos desde a vida intra-uterina) que, embora inconscientes, permitem a formação de canais de comunicação sonora não verbais.

Por meio da música, os conteúdos internos afloram, e o papel do musicoterapeuta é promover sua clarificação e reconhecimento. É pelo som e pelos elementos musicais (melodia, harmonia e ritmo), que o terapeuta leva o paciente a criar produtos significantes que ampliam suas formas de comunicação, melhorando, assim, seu bem-estar. O objetivo primordial do trabalho musicoterápico com o paciente oncológico é o de promover sua saúde mental e espiritual, para que se efetive mais rapidamente a melhora física esperada por ele e pela equipe que o assiste.

Para tratar o paciente com câncer, o musicoterapeuta utiliza-se de: instrumentos musicais, sons corporais, canto, a música propriamente dita e sons em geral. Os atendimentos podem ser em grupo ou individuais, dependendo sempre da necessidade do paciente.

No Instituto Day Care, os pacientes são encaminhados para a musicoterapia pela psicóloga responsável que, após a entrevista e a avaliação, sugere os atendimentos terapêuticos necessários para um tratamento eficaz. Ao receber o paciente, o musicoterapeuta faz sua avaliação específica sonoro-musical e lhe propõe uma abordagem integrada com as propostas terapêuticas do Instituto.

O paciente se sente mais fortalecido física e mentalmente durante e após as sessões musicoterápias, por poder entrar em contato e trabalhar com seus conteúdos internos, por meio de sua própria expressão não verbal (sonoro-musical).

Para ser musicoterapeuta é preciso ser graduado no curso de musicoterapia. Este curso tem duração de 4 anos, cujo programa abrange três campos: o científico, composto de disciplinas das áreas social e bio-médica; o artístico e o científico-artístico. A junção entre teoria e prática é feita por meio de estágios supervisionados.

Em São Paulo, capital, podemos encontrar o curso de musicoterapia na UniFMU (Faculdades Metropolitanas Unidas) e na FPA (Faculdade Paulista de Arte).

Por: Ana Paula Cascarani
Musicoterapeuta e Mestra em Arte educação. Professora do curso de
musicoterapia do UniFMU. Professora do curso de especialização em
musicoterapia da Faculdade Paulista de Arte. Musicoterapeuta clínica do projeto
Arteterapia do Instituto de Psiquiatria do HC-FMUSP e
Musicoterapeuta clínica do Instituto de Informação e
Suporte em Oncologia Day Care center

Deixe um comentário