Tens burst e massagem

Publicado em 24 de dezembro de 2014

Tens burst versus massagem reflexa no tratamento da dismenorréia primária

Tens burst e massagem

(Tens burst e massagem ) Muitas mulheres têm convivido com a dismenorréia primária, patologia que pode contribuir para níveis significativos de stress físico e emocional, além de interferir em outros aspectos de suas vidas, impossibilitando-as de desenvolver suas atividades habituais, em decorrência do desconforto produzido pela dor.

Tens burst e massagem

Tens burst e massagem

Este trabalho teve como objetivo esclarecer a importância da fisioterapia no tratamento desta patologia e mostrar a aplicabilidade dos diferentes recursos fisioterapêuticos, para atenuação da dor, proporcionando o bem-estar das pacientes na realização das atividades físicas, intelectuais e psíquicas durante o ciclo menstrual. Os recursos utilizados foram a eletroestimulação nervosa transcutânea, com estímulos sendo emitidos em forma de trens de pulsos (TENS burst), e a massagem reflexa, ambos os recursos foram avaliados e comparados quanto à sua eficácia e duração do alívio dos sintomas na dismenorréia primária.

Fizeram parte deste estudo 20 mulheres, entre 17 e 26 anos, que foram dividas em dois grupos de 10 pacientes. No grupo A, foi aplicada a TENS burst e no grupo B, a massagem reflexa. No primeiro dia do ciclo menstrual, as 20 participantes responderam ao Questionário de Dor de McGill (QDM) e à Escala Análoga Visual (EAV). Ambos foram utilizados para a análise do quadro álgico antes e imediatamente após o tratamento. A EAV foi ainda aplicada nos 30 minutos, 1 hora, 2 horas, 3 horas e na manhã seguinte ao tratamento, a fim de avaliar a duração do alívio promovido pelos recursos fisioterapêuticos.

Os resultados obtidos mostraram alívio da dor nos dois grupos, com superioridade do grupo A em relação ao B.

Palavras-chave: dismenorréia primária, tratamento, eletroestimulação nervosa transcutânea, massagem reflexa.

 

fonte:http://www.editoraser.com.br/fisioterapia/ano/2/num/2/resumo-2.html

Deixe uma resposta

Translate »