Introdução ao Estudo da Anatomia Humana

Publicado em 15 de janeiro de 2014

Essas diferenças morfológicas são variações anatômicas e podem apresentar-se externamente ou em qualquer dos sistemas do organismo,sem que isso resulte em algum prejuízo funcional para o indivíduo.
O estudante de anatomia deve ter sempre presente a possibilidade de variações anatômicas,o que for observado em um cadáver pode não reproduzir exatamente o que um Atlas de anatomia representa,e em dois ou mais cadáveres,um mesmo elemento pode apresentar-se diferente.Anomalia e Monstruosidade:Nas variações anatômicas não há prejuízo de função como já afirmamos,entretanto, podem haver variações morfológicas que determinam perturbação funcional,como por exemplo,um indivíduo pode nascer com um dedo a menos em uma de suas mãos. Quando o desvio do padrão anatômico perturba a função,diz-se que se trata de uma anomalia e não de uma variação anatômica.
A anomalia pode ser mais acentuada de modo a deformar profundamente a construção do corpo do indivíduo,sendo então,incompatível com a vida. Denomina-se então monstruosidade.

Fatores gerais de variação:

As variações anatômicas ditas individuais,devem-se acrescentar aquelas decorrentes da idade,do sexo,da raça,do tipo constitucional e da evolução. Estes são em conjunto,fatores gerais de variação anatômica.

FONTE: Pesquisa efetuada do livro Anatomia Humana Sistêmica e Segmentar. Dangelo e Fattini. Texto elaborado por Ana Clara Carvalho

Comments are closed.

Translate »