Gelo e Edema

Publicado em 26 de novembro de 2014

Iremos falar agora de Gelo e Edema

Gelo: um grande aliado contra o Edema

É de suma importância para os profissionais fisioterapeutas um aprimoramento desta técnica. Dessa forma, o maior beneficiado será o paciente.

Desenvolvimento: A todo momento o indivíduo está sujeito a sofrer diferentes formas de traumas. No tecido lesado ocorrem várias alterações provocadas tanto pelo próprio agente agressor, quanto pela resposta inflamatória à lesão. Dentre os vários sinais que acompanham a resposta inflamatória, encontramos o edema. O agravamento da lesão pode ser reduzido pela utilização do agente crioterápico adequado, aplicado imediatamente após o trauma agudo.
Historicamente, o frio terapêutico vem sendo utilizado para o tratamento de lesões agudas, com maior evidência na prática esportiva. A crioterapia age diminuindo a temperatura local do tecido promovendo diversos efeitos fisiológicos, dentre eles, a diminuição da formação do edema. O resfriamento promove uma diminuição do metabolismo celular, reduzindo a lesão secundária por hipóxia, que é causada pelo déficit de oxigênio nas áreas adjacentes à lesão, promovido pelo dano vascular e tecidual que ocorre durante o trauma agudo.

Gelo e Edema

Gelo e Edema

Conclusão: Trabalhos demonstram que aplicações precoces de recursos crioterápicos irão propiciar uma recuperação mais acelerada da lesão, principalmente se associadas a outras técnicas, evitando as possíveis complicações advindas da inatividade. Ou seja, Gelo e Edema, boa combinação!

Escola Superior de Ciências da Santa Casa de Misericórdia de Vitória – EMESCAM

enviado por: YAMASHITA, Deanna Ching
SOARES, Giselly Costa
ROCHA, Wanize de Almeida

fonte: http://www.nacaf.com.br/sicfisio.php?e=22&artigo=143

Comments are closed.

Translate »